Blog sobre Iluminação, Arquitetura, Design

Posts Tagged ‘fibra ótica’

Projeto luminotécnico = QUARTO DE BEBÊ E CRIANÇAS

In Projeto luminotécnico on 11 de abril de 2013 at 14:17

Aqui no blog Chandelier já vimos alguns projetos luminotécnicos que estão divididos por ambientes como: Cozinha, área de serviço, quarto de casal e sala de banho.
Hoje iremos falar um pouco sobre quarto de bebês e crianças. E nos próximos posts completar com outros ambientes que complementam uma residência.

child.11Fonte da imagen site: Flickr.

Para quarto de bebês e crianças não tem muito segredo na hora de iluminar, dois pontos muito importantes é a luz geral e um abajur. E junto com isso uma dica de sucesso é usar algum sistema de dimmer. Um equipamento que possa equalizar a luz, deixando luz total quando necessário, ou minimizar para uma luz mais tênue quando as crianças estiverem dormindo. É importante nunca deixar um ponto de luz como arandela ou pendente próximo ao alcance das crianças. Pois quem tem filhos sabe como as crianças são.

A luz geral pode ser definida com plafons de luz indireta (de preferência), pendentes ou lustre. A quantidade de luz é determinada pelo tamanho do quarto, e procure usar lâmpadas com 2.700k.  Muitas das imagens abaixo você verá que a solução foi resolvida com esses tipos de luminárias. Mas uma dica muito interessante também, quando tiver rebaixo de gesso, é trabalhar com sancas invertidas, assim a iluminação ficará com o efeito de luz indireta, que é mais confortável e dará mais liberdade na criação do desenho da luz. Outro equipamento com caráter mais “lúdico” são os efeitos de fibra ótica, mais conhecido como céu estrelado. A fibra ótica em si iremos reservar um post especial para abordar sobre. Mas abaixo seguem duas imagens para inspiração.

child.18Fonte da imagem site: Clique Arquitetura.

child.19Fonte da imagem site: Quarto de Bebê.

child.12Fonte da imagen site: Pinterest.

child.07Fonte da imagem site: Pinterest.

child.08Fonte da imagem site: The boo and the boy.

child.01Fonte da imagem site: The boo and the boy.

child.13Fonte da imagem site: Pinterest.

child.16Fonte da imagem site: The boo and the boy.

child.14Fonte da imagem site: Handmade Charlotte.

child.09Fonte da imagem site: Pinterest.

child.05Fonte da imagem site: Daffodil Design.

child.03Fonte da imagem site: My scandinavian home.

child.02Fonte da imagem site: RH baby and child.

child.04Fonte da imagem site: The boo and the boy.

child.10Fonte da imagem site: Du côté de chez vous

child.06Fonte da imagem site: The boo and the boy.

child.15Fonte da imagem site: Handmade Charlotte.

child.17Fonte da imagem site:  Pinterest.

Sou fã das luminárias mais lúdicas, com cara de brinquedo e efeito de iluminação, é perfeito para o ambiente das crianças.
Ficou aqui no post algumas dicas para iluminar o quarto dos pequenos. O blog está aberto a sugestões, dúvidas e dicas para os leitores. Podem enviar diretamente pelo post ou no meu e-mail: juliana.visnheski@gmail.com

Anúncios

Iluminação para piscina

In Projeto luminotécnico on 20 de fevereiro de 2013 at 19:54

piscina.06Fonte da imagem site: Homedit.

Hoje nosso assunto é um tanto “fresquinho” para um dia de verão brasileiramente quente. Quem não gosta de um banho de piscina, estar com os amigos, a família, fazer uma festa na beira da piscina? Hum…..está ficando interessante.

E cada projeto de piscina tem uma diferente geometria, espaço, cor de acabamento… integrando com a arquitetura e o desenho paisagístico. Essa semana no blog do Rodrigo Barba foi abordado sobre piscinas biológicas, uma nova técnica “eco” de se montar uma piscina.

No projeto luminotécnico do paisagismo incluimos também a piscina. Elas merecem um cuidado especial na hora de definir o projeto, pois elementos como tamanho, profundidade, geometria e cores de acabamento influenciam muito no resultado final. Para isto é necessário definir o desenho da piscina e posteiormente a iluminação, muito antes de ser executada. Porque é necessário executar a passagem da fiação e determinar a casa de máquinas. Que também será influenciado pelo tipo de equipamento luminoténcico a ser definido.

  • Vamos começar comentando sobre iluminação pontual:

Estes são resolvidos com spost embutidos na piscina. Esses pontos podem emitir luz com a lâmpada dicróica, LED ou fibra ótica. A dicróica é a menos recomendada, principalmente porque consome em média de 35 à 50W cada ponto de luz, enquanto o LED e a fibra ótica é de baixo consumo.

piscina.11
Fonte da imagem site: Sol&ar.

Nesta imagem acima, é um modelo com LED com sistema RGB (red, green and blue) com painel e controle remoto que permitem programar a coloração da luz para ficar rotacionando as cores dentro das derivações do RGB. Mas se você preferir, um dia ela pode ficar somente azul, no outro lilás, no outro âmbar… dependendo do evento. Ok, ok… você não gosta da troca de cores? Tudo bem, pode deixar uma cor apenas, o azul ou o branco que são os mais tradicionais.
Nas imagens abaixo você pode verificar o efeito de luz pontual dentro da piscina e na cascata.

piscina.05Fonte da imagem site: mediacache.

piscina.02Fonte da imagem site: Home DSGN.

piscina.04Fonte da imagem site: Contemporist.

piscina.09Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

  • SideLight ou fita de borda com fibra ótica:

O sidelight é uma fita que contorna a borda da piscina e não transmite energia elétrica. O interessante deste material é efeito de “contorno” como um balizador e transmite um efeito de luz mais homogêneo na água. Veja nessas três imagens abaixo o efeito de acabamento.

piscina.10Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

piscina.07Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

piscina.08Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

  • Refletor com fibra ótica ou EndLight:

O EndiLight é um embutido para piscina com fibra ótica, essa fibra é o elemento que conduz a iluminação, enquanto a fonte de luz fica na casa de máquinas, facilitando a manutenção e tranquilizando o usuário da piscina em não receber condução energética ou térmica. O efeito de luz na água fica com um aspéctico “gelatinoso”, diferente das primeiras imagens que vimos aqui no post. Este equipamento também possível as trocas de cores.

piscina.03Fonte da imagem site: DesignRulz

piscina.12Fonte: Fasa.

  • Spots com Par 38 Dichro Blue:

Essa solução é interessante para quem já tem a piscina instalada e quer um efeito de luz na mesma. Esse spot com a lâmpada Par 38 dichro blue é próprio para área externa. É necessário instalá-lo num local alto e direcionar o spot de modo refletir a luz na água. Seu efeito de luz é na cor azul.

piscina.13Fonte da imagem site: La Lampe.

  • Luminárias lúdicas:

Uma forma alternativa e lúdica de iluminar piscinas, são as luminárias soltas com fonte de luz de LED com bateria. É prático e charmoso.

piscina.01Fonte da imagem site: Home Concept Decoration.

  • Efeito espelho d’água:

E se você preferir, pode optar pelo efeito espelhado. Neste caso não é necessário luminária aquática, porém só funciona se o revestimento da piscina for escuro. Neste caso trabalha-se muito bem a iluminação no jardim, juntamente com o projeto paisagístico. Assim, toda a iluminação que acontece no jardim é refletida na lamina d’água.

ld-1Fonte da imagem site: Light Design.

Chandelier Inusitado – 04

In Luminária decorativa on 23 de setembro de 2010 at 10:00

Chandelier Bacterioptica por MADLAB, é uma peça exclusiva e com Menção Honrosa para Móveis, Design Annual Review. Inspirada em uma bactéria.

A luminária é constituída por placas de petri (Uma placa de Petri, ou caixa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro ou plástico que os biólogos utilizam para a cultura de micróbios. fonte: Wikipedia.) sua iluminação é através de fibra ótica (15.000 metros) e com as hastes de alumínio.

Fonte das imagens: site Design Milk.