Blog sobre Iluminação, Arquitetura, Design

Posts Tagged ‘sanca divergente’

Detalhe de gesso no projeto luminotécnico_02

In Projeto luminotécnico on 4 de fevereiro de 2013 at 10:00

gesso_04

gesso_12

Ok, eu confesso uma queda irresistível por sancas divergentes. E esse projeto super me conquistou, eu morri de amores e você, o que achou?

Rebaixo de forro com gesso deixa o teto “limpo” minimizando o excesso de informação e permite uma ótima liberdade na distribuição dos pontos luminotécnicos. Por isso gosto de apresentar aqui no blog soluções com gesso, que você pode conferir nos seguintes post: Detalhe de gesso no projeto luminotécnico_01 e Detalhe de gesso.

E este projeto apresentado neste post por ILMIODESIGN tinha como principal partido projetual valorizar as obras de arte e design dos proprietários. E assim foi realizado nas áreas comuns do apartamento distribuido as peças. E a iluminação com esse desenho de sanca divergente tem a função de guiar o caminhar e o olhar para as obras. O mais interessante do detalhe de gesso são os cantos que não foram desenhados em ângulos retos como o comum. E ai que eu me derreti pelo projeto, essa curva no encontro de linhas verticais e horizontais ficou muito charmoso e suave. Com certeza o profissional que executar esse projeto tem que ter muita habilidade e zelo pelo trabalho para que o resultado final seja satisfatório.

Neste caso, as lâmpadas fluorescente tubulares farão sombra nos cantos curvos. Para evitar que isso aconteça, com certeza as fitas de LED concluirão com um bom resultado.

gesso_11

gesso_05

gesso_10

gesso_09

gesso_07

gesso_06

gesso_19

Nesta imagem acima foi utilizado lâmpadas linestras, perfeitas para área de espelho proporcionando o “efeito de camarim”.

gesso_18

gesso_17

gesso_20

gesso_16

gesso_15

gesso_14

gesso_13

gesso_03

gesso_02

gesso_01

Essa iluminação indireta no rodapé é muito funcional, além de balizar o caminho, é possível deixa-lo ligado durante o período noturno.

gesso_08Fonte das imagens site: Home DSGN

Anúncios

Projeto luminotécnico = QUARTO

In Efeitos de iluminação, Projeto luminotécnico on 27 de outubro de 2012 at 18:30

Fonte da imagem site: La Lampe. 

No ambiente do quarto há toda uma atmosfera especial para iluminar, pois esse ambiente tem que ser devidamente iluminado de forma aconchegante. Cada projeto terá uma dimensão, layout, cores e aberturas diferentes, mas as “regrinhas” básicas do projeto valem para todos. Você só terá de analisar com cuidado cada detalhe. O primeiro passo do projeto é setorizar as seções do projeto, por exemplo: área da cama/cabeceira, TV, bancada para maquiagem, bancada de estudo ou apoio para computador e armário. Pois cada um terá uma iluminação diferente. Posteriormente partimos para a setorização da iluminação como: iluminação geral, iluminação pontual, balizadora e dimerizável. 

CABECEIRA DE CAMA

Na cabeceira de cama podemos usar abajur, luminária de leitura, pendente, arandela ou painel com iluminação indireta que pode-se usar lâmpadas fluorescente, mangueira luminosa ou LED. Mas para todo projeto é importante analisar quem vai usar o espaço e quais são os hábitos dessa pessoa, se a mesma tem em sua rotina a leitura antes de adormecer, com certeza no projeto tem que prever luminária específica para a leitura.

Fonte da imagem site: Minha casa minha cara.

Fonte da imagem site: Belos Quartos

Fonte da imagem site: Belos quartos.

Fonte da imagem site: Casa Abril.

Fonte da imagem site: Wood second chance.

CORTINEIRO

Se no ambiente a ser projetado terá o gesso como fechamento do forro, tem-se a possibilidade de fazer o efeito que chamamos de cortineiro iluminado, como na imagem abaixo. Esse efeito é de luz indireta e pode-se usar fluorescente tubular, mangueira luminosa, fita de LED ou até mesmo as mini dicróicas. Estas farão um efeito diferente, pois como você na imagem é uma iluminação contínua, e com as mini dicróicas você terá o desenho de vários facho de luz, as ogivas.

ARMÁRIO

Nem sempre em todos os projetos haverá possibilidade de ter um closet separado, para tanto o armário fica no mesmo ambiente do quarto. É muito importante e delicado iluminar essa área. Sempre temos que lembrar quando vamos em uma loja de roupas, as mesmas estão sempre recebendo uma iluminação direcionada para elas, e sempre amarela, que é a iluminação mais próxima da luz solar. Pode-se usar um rasgo de luz contínuo em toda a extensão do armário como na imagem abaixo, embutidos com lâmpadas fluoresentes amarelas, LED ou embutido dicróica energy saver com filtro fosco.

Fonte da imagem site: Roberto Rocha.

Fonte da imagem site: Belos quartos.

Fonte da imagem site: Segatto.

BALIZADOR

O balizador é uma luminária importante para a circulação noturna quando não se quer ascender várias luzes e despertar o sono. Os balizadores também podem ser dimerizáveis, mas sempre dê a preferência para as luminárias com LED, que não emitem calor e consomem pouca energia, caso a mesma ficar ligada a noite inteira.

Fonte da imagem site: Bellaluce.

LUZ GERAL com lustre

Os famosos e charmosos lustre sempre darão um grande charme para qualquer ambiente. Para tanto, com é uma peça de destaque, é preciso escolher com muito cuidado, para que faça uma composição harmoniosa no ambiente e que seja com o tamanho proporcional ao espaço. Geralmente os lustres usam lâmpadas halógenas, com isso, pode-se usar um dimmer complementando o aconchego do ambiente.

Essa imagem acima tem um mix de luminárias decorativas como o lustre central, o pendente na lateral direita e uma outra luminária na lateral esquerda. Essa é uma solução interessante quando no ambiente o forro é com laje e as possibilidades de diversas fonte de luz é limitada.

LUZ GERAL com luz indireta

A iluminação indireta é a mais requisitada para o centro do quarto, principalmente porque a luz como o próprio nome diz, é indireta, sendo indireta ela também não irá ofuscar os olhos de quem estiver deitado na cama. Também pode-se usar o recurso do dimmer. A luz indireta pode ser proporcionada por uma luminária específica ou por meio de sancas e rasgos no gesso.

Fonte da imagem site: Você viu?

Fonte da imagem site: Blog Delumini

Fonte da imagem site: Arquitetando.

LUZ GERAL com luz difusa

Fonte da imagem site: Assim eu gosto.

Fonte da imagem site: Latest Furniture Trends

LUZ GERAL com iluminação natural

A iluminação natural é fundamental, mas essa tem que nascer junto com a arquitetura. Tem que ser muito bem projetada conforme a visual externa e a direção solar para melhor aproveitamento. A luz natural pode ser bem aproveitada com as aberturas das janelas ou com iluminação zenital.

Fonte das demais imagens site: Pinterest.

Fonte das demais imagens site: Assim eu gosto.

Projeto luminotécnico = SALA DE BANHO

In Informções técnicas, Projeto luminotécnico on 23 de outubro de 2012 at 0:10

Fonte da imagem site: Pinterest

O tema de hoje é: Projeto luminotécnico para sala de banho. Para obter um bom resultado num projeto luminotécnico na sala de banho, como já sabemos, primeiro chamamos um profissional da área para projetar e especificar. Nada de se aventurar sozinho no faça você mesmo.

Antes de começar o projeto precisamos analisar vários fatores como, o tamanho do ambiente, altura do pé direito, tipo de forro (madeira, gesso, laje ou estrutura aparente), teto inclinado ou reto, que tipo de revestimento será usado nas paredes, aberturas de janelas e principalmente cor. Cor dos revestimentos, cor das paredes, pisos e louças. Pois cores claras refletem e cores escuras absorvem a luz. Então já sabendo das cores você saberá como calcular a quantidade lúmens necessário.

Abaixo segue um croqui com uma planta baixa de um ambiente genérico apenas como exemplo, com um esquema básico para iniciar o projeto. Após o cálculo luminotécnico, a dica é “setorizar”as funções da sala de banho, como: área de bancada e espelho, área de banho (ducha e banheira) área do vaso sanitário, iluminação geral e de repente alguma parede com algum revestimento diferente que peça um destaque específico.

Fonte da imagem: Projeto Luminotécnico por Juliana Visinheski

Neste exemplo acima citei lâmpadas dicróica na área da bancada, mas tome muito cuidado ao colocar dicróica, o mais indicado é a dicróica Energy Saver da Osram, 35W – 60 graus de abertura – e principalmente com filtro fosco para deixar a luz difusa. Mas você pode usar outras soluções como arandelas, pendentes, embutidos com lâmpadas fluorescente 2700K ou com LED. Como iluminação geral/vaso sanitário, pode-se usar PAR 20, R63 ou outra opção como halógena ou as fluorescentes compactas. Para tanto, uma dica muito importante. As lâmpadas fluorescente compactas foram criadas para economizar energia, até ai ok, mas no banheiro ligamos e desligamos muitas vezes as luzes. As vezes entramos no banheiro apenas para lavar a mão, é muito rápido. E as lâmpadas fluorescentes precisam de um tempo para abrir todo seu fluxo luminoso, e se você ligar e desligar muitas vezes sem que a mesma tenha exercido toda sua função, ela tem probabilidade de queimar mais rápido. Por isso neste caso recomendo usar as halógenas, mas não é regra. Na área da ducha sugeri uma lâmpada dicróica RGB. Sua função é de cromoterapia. Pois ela muda de cores como magenta, azul, verde, âmbar e entre outras. Assim deixará um ambiente mais  relaxante ou estimulante. Como luz geral na área da ducha sugeri uma sanca divergente com lâmpada fluorescente ou uma fita de LED. A luz indireta na área da banheira é fundamental. Pois se imagine agora tomando um bom banho na banheira, olhar para o teto e ver aqueles focos de luz que ofuscam os olhos, desagradável né? Com a luz indireta não há esse tipo de problema. E se no projeto nessa mesma parede tiver algum revestimento diferente que mereça destaque, ficará um efeito interessante. Pois a sanca divergente “lava”a parede de luz.

Abaixo há uma coleção de imagens de projetos de salas de banhos, cada um com uma especificidade diferente. Diferentes layout, diferentes estilos e diferentes soluções de projeto. Assim ficamos com um repertório para um novo projeto.

ÁREA DA CUBA E ESPELHO

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

ÁREA DA DUCHA/BANHEIRA

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: vidros e espelhos.

Fonte da imagem site: Tudo é demais.

Fonte da imagem site: Tudo é demais.

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

ILUMINAÇÃO GERAL

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Assim eu gosto.

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Morar mais por menos.

Fonte da imagem site: Vidros e espelhos.

Fonte da imagem site: Hezlon.

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Fonte da imagem site: Pinterest

Finalizo o post com essas últimas imagens onde a banheira tem paisagens naturais incríveis e inspiradoras. Com toda certeza no projeto luminotécnico temos que pensar cuidadosamente da luz natural também. Complemento ainda em dizer, que primeiro projeta-se a luz natural e depois a artificial.

Moradia em Ávila, Espanha

In Efeitos de iluminação on 14 de dezembro de 2010 at 9:00


Essa casa na Eespanha contempla muita luz natural com suas grandes aberturas, e seu projeto luminotécnico é muito limpo e neutro. Dando assim uma luz mais técnica e arquitetural.





Cozinha com iluminação indireta projetada por duas sancas divergentes e como auxilio iluminação nos armários.

Uma solução neutra e sem descaracterizar a geometria do teto inclinado. Foi utilizado aqui sancas divergentes nas laterais e um rasgo na parte central. Posteriormente distribuído alguns pontos de iluminação mais cênica.

Fonte das imagens no site Design Milk.

Detalhe de gesso

In Efeitos de iluminação on 4 de abril de 2010 at 1:22

O forro de gesso permite que o teto fique mais “limpo” e clean, pois as luminárias ficam embutidas no gesso e o acabamento fica reto com a linha do gesso. O gesso é um elemento muito funcional para um projeto luminotécnico, pois deixa-o também independente das luminárias existente no mercado e permite uma livre criatividade de forma e função conforme o resultado esperado. Os detalhes mais comuns utilizado nos dias de hoje são os rasgos e sancas invertidas, como meio de luz pode-se usar fluorescentes tubulares, mangueiras luminosas ou fitas de led. Outras soluções também adotadas são os cortineiros, que também podem ser iluminados por fluorescentes, mangueiras, led e mini dicróica.

Fonte da imagem site: Arte e Gesso JB.
Neste projeto foi proposto rasgos de luz de forma que remetesse a um pergolado, e como fonte de luz foi utilizado lâmpada fluorescente.

Fonte da imagem site: Arte e Gesso JB.
Neste ambiente o gesso foi explorado de diversas formas, servindo para luminárias embutidas, rasgos e rebaixo duplo com fluorescente permitindo a luz indireta. Aproveitando a descrição da iluminação deste ambiente, temos ainda um plafon central como luz difusa, os pendentes com cúpula cilíndrica nas laterais da cama e no painel de cabeceira da cama foi projetado de parede a parede com meia altura e afastado da parede com luz indireta “soltando”o painel da parede.

Fonte da imagem site: Gesso Virtual.
Nesta sala de jantar foi trabalhando no gesso uma sanca invertida próximo da parede e um rasgo central com fechamento em vidro jateado, remetendo a uma luz de clarabóia.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
No site não havia indicação de que material foi feito este arco, mas fica como dica ou inspiração de como explorar o gesso.  Aproveitou-se aqui colocar laser mini dicróica em cima da mesa de jantar, e próximo da parede ponto para balizar o caminho.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Procurando as imagens encontrei esse bar, achei fantástica a solução que os arquitetos propuseram, um detalhe de gesso como luz difusa, e dentro desse recuo foi instalado garrafas de vidro.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
O detalhe de gesso neste local foi feito apenas um sulco, ou seja um recuo em linha reta para delimitar a área de instalação de luminárias.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Outro ambiente comercial onde o gesso foi explorados de de diversas maneiras ã comportar a iluminação, no pavimento térreo tem-se um rasgo de luz e no pavimento superior o gesso serve para embutir as luminárias e também como sanca invertida.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
O quarto com o teto verde ressaltou o detalhe de rasgo de luz.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Outro exemplo de rasgo de luz, é uma forma de distribuir bem  a iluminação e de forma indireta.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Com um detalhe um pouco mais ousado, o detalhe do gesso se faz por uma forma oval e o rasgo de luz atravessa esse detalhe.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Na imagem acima vê-se que a iluminação esta de forma periférica, deixando o centro do teto limpo, sem luminárias. E ao fundo, junto ao cortineiro uma sanca invertida com luz amarela. Para dar esse tom de amarelo pode-se usar mangueira luminosa, que uma luz mais suave, ou usar fluorescente tubular com filtro âmbar.

Fonte da imagem site: Santos e Santos.
Neste quarto o detalhe do gesso acompanhou a área de cortina, e como iluminação usou-se pontos focais, que podem ser com dicróicas ou mini dicróicas de 10graus.

Fonte da imagem site: Dezeen
Para esse  efeito de clarabóia, que da a impressão de luz natural, pode ser feito o corte no gesso, como fonte de luz usar as fluorescente tubulares e no fechamento vidro ou acrílico.

Fonte da imagem site: Dezeen
No site onde encontrei essa imagem não estava especificado o tipo de material que foi usado no teto, mas sua geometria e solução de luz artificial ficou interessante e nos vale com dica.

Fonte da imagem site: Dezeen

Fonte da imagem site: Dezeen

Fonte da imagem site: Dezeen
Para esse feito de luz indireta na parede pode-se usar vários tipos material, dentre eles MDF ou mesmo o gesso, desde que projetado para alojar as lâmpadas fluorescentes na parte de trás do painel.

Fonte da imagem site: Dezeen
Para este painel de luz pode ser usado o próprio gesso e embutir as luminárias.

Fonte da imagem site: Dezeen

Fonte da imagem site: Dezeen
Com um desenho mais ousado e orgânico, as linhas que circulam o teto descem pelas paredes enfatizando o desenho e rasgo de luz.