Blog sobre Iluminação, Arquitetura, Design

Posts Tagged ‘LED’

Lambent Chair

In Luminária decorativa on 19 de setembro de 2013 at 12:59

1.Lambent ChairStriking Lamp & Chair Combo por Glen Lewis-Steele.

Uma combinação de cadeira com a luminária acoplada, e visualmente testando a lei da gravidade com a ausência dos pés traseiros. Porém a corda que parece apenas “cair”sobre o chão na verdade é essa estrutura que se parece ausente. A luminária é flexível facilitando direcionar o facho de luz para o livro. Sua fonte de luz é com LED, assim permitiu um desenho mais lúdico da cúpula e não emite calor, considerando que o fluxo luminoso está tão próximo do usuário da cadeira.

o que vocês acharam?

2.beach-updown

3.diif-back

4.front-ish

5.

6.hero-back-down

7.hero-back

8.hero

9.lamp

10.night-chair

11.night-lamp

12.detailsFonte do site: Freshome.

Iluminação para piscina

In Projeto luminotécnico on 20 de fevereiro de 2013 at 19:54

piscina.06Fonte da imagem site: Homedit.

Hoje nosso assunto é um tanto “fresquinho” para um dia de verão brasileiramente quente. Quem não gosta de um banho de piscina, estar com os amigos, a família, fazer uma festa na beira da piscina? Hum…..está ficando interessante.

E cada projeto de piscina tem uma diferente geometria, espaço, cor de acabamento… integrando com a arquitetura e o desenho paisagístico. Essa semana no blog do Rodrigo Barba foi abordado sobre piscinas biológicas, uma nova técnica “eco” de se montar uma piscina.

No projeto luminotécnico do paisagismo incluimos também a piscina. Elas merecem um cuidado especial na hora de definir o projeto, pois elementos como tamanho, profundidade, geometria e cores de acabamento influenciam muito no resultado final. Para isto é necessário definir o desenho da piscina e posteiormente a iluminação, muito antes de ser executada. Porque é necessário executar a passagem da fiação e determinar a casa de máquinas. Que também será influenciado pelo tipo de equipamento luminoténcico a ser definido.

  • Vamos começar comentando sobre iluminação pontual:

Estes são resolvidos com spost embutidos na piscina. Esses pontos podem emitir luz com a lâmpada dicróica, LED ou fibra ótica. A dicróica é a menos recomendada, principalmente porque consome em média de 35 à 50W cada ponto de luz, enquanto o LED e a fibra ótica é de baixo consumo.

piscina.11
Fonte da imagem site: Sol&ar.

Nesta imagem acima, é um modelo com LED com sistema RGB (red, green and blue) com painel e controle remoto que permitem programar a coloração da luz para ficar rotacionando as cores dentro das derivações do RGB. Mas se você preferir, um dia ela pode ficar somente azul, no outro lilás, no outro âmbar… dependendo do evento. Ok, ok… você não gosta da troca de cores? Tudo bem, pode deixar uma cor apenas, o azul ou o branco que são os mais tradicionais.
Nas imagens abaixo você pode verificar o efeito de luz pontual dentro da piscina e na cascata.

piscina.05Fonte da imagem site: mediacache.

piscina.02Fonte da imagem site: Home DSGN.

piscina.04Fonte da imagem site: Contemporist.

piscina.09Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

  • SideLight ou fita de borda com fibra ótica:

O sidelight é uma fita que contorna a borda da piscina e não transmite energia elétrica. O interessante deste material é efeito de “contorno” como um balizador e transmite um efeito de luz mais homogêneo na água. Veja nessas três imagens abaixo o efeito de acabamento.

piscina.10Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

piscina.07Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

piscina.08Fonte da imagem site: Blue Haven Pools.

  • Refletor com fibra ótica ou EndLight:

O EndiLight é um embutido para piscina com fibra ótica, essa fibra é o elemento que conduz a iluminação, enquanto a fonte de luz fica na casa de máquinas, facilitando a manutenção e tranquilizando o usuário da piscina em não receber condução energética ou térmica. O efeito de luz na água fica com um aspéctico “gelatinoso”, diferente das primeiras imagens que vimos aqui no post. Este equipamento também possível as trocas de cores.

piscina.03Fonte da imagem site: DesignRulz

piscina.12Fonte: Fasa.

  • Spots com Par 38 Dichro Blue:

Essa solução é interessante para quem já tem a piscina instalada e quer um efeito de luz na mesma. Esse spot com a lâmpada Par 38 dichro blue é próprio para área externa. É necessário instalá-lo num local alto e direcionar o spot de modo refletir a luz na água. Seu efeito de luz é na cor azul.

piscina.13Fonte da imagem site: La Lampe.

  • Luminárias lúdicas:

Uma forma alternativa e lúdica de iluminar piscinas, são as luminárias soltas com fonte de luz de LED com bateria. É prático e charmoso.

piscina.01Fonte da imagem site: Home Concept Decoration.

  • Efeito espelho d’água:

E se você preferir, pode optar pelo efeito espelhado. Neste caso não é necessário luminária aquática, porém só funciona se o revestimento da piscina for escuro. Neste caso trabalha-se muito bem a iluminação no jardim, juntamente com o projeto paisagístico. Assim, toda a iluminação que acontece no jardim é refletida na lamina d’água.

ld-1Fonte da imagem site: Light Design.

Instalação de Outono por Luzinterruptus

In Iluminação para Jardim on 25 de janeiro de 2012 at 9:00

Em Madri foi realizado uma instalação por Luzinterruptus em meio ao outono com folhas secas fixadas e elevadas em arames, causando uma impressão de leveza e flutuar das folhas. Nas mesmas foi instalados pontos de LED´s.  Proposito de embelezamento urbano ao caminhar pela cidade tornando um passeio mais lúdico.

 

Fonte das imagens do site: Dezzen

Blub Lounge Club

In Efeitos de iluminação on 27 de março de 2011 at 9:00

O Blub Club Loung  por Elia Felices Interiorismo.

O Blub Club Loung é um restaurante desenhado por Elia Felices Interiorismo, localizada em Barcelona na Espanha. A inspiração é como se você estivesse no interior de um submarino, e  de que forma isso foi resolvido isso na decoração? Basicamente muitas plantas e jogo de luzes é claro, junto ao sistema de RGB que trouxe a sensação do frescor e o colorido no ambiente. Em cima das mesas  iluminação pontual com um foco bem definido, valorizando a madeira da mesa e criando um ambiente mais intimista.

Fonte das imagens acima do site: Design Milk.

 

Sensor de presença na escada

In Informções técnicas on 23 de março de 2011 at 10:27

Lembram do post que falamos sobre iluminação de escada? Bom, quem não pode acompanhar vai ai o link, Como iluminar escada? , no final desse posto falamos em sensor de presença para a funcionalidade da escada, e por surpresa essa semana tive acesso na internet sobre o trabalho do alemão Edo Kriegsmann. Tem o gosto por móveis e utensílios interativos, e o que passou a fazer parte de seu lar é um sensor sequencial, que pode dar início tanto de cima para baixo como de baixo para cima. Vejam as fotos e o vídeo.

Imagens acima do site Dornob.

Como iluminar escadas?

In Efeitos de iluminação, Informções técnicas on 21 de março de 2011 at 0:17

Em um projeto luminotécnico um dos locais mais delicado de se iluminar é: a escada.
Há vários fatores que precisamos levar em conta:
1 – Qual modelo da escada? helicoidal, espinha de peixe, em caracol, em L, em U e etc.
2 – Qual o revestimento e a estrutura utilizado?
3 – É projeto novo ou reforma?
4 – É ambiente comercial ou residencial?

Bem, levando em conta todos esses itens mãos a obra, pois cada situação tem soluções diferentes de se resolver. Vale algumas dicas para prestarmos atenção, porque a iluminação da escada tem a função de guiar um caminho, jamais ofuscar  usuário. Exemplo: em alguns casos como escadas soltas de paredes é um pouquinho complicado de resolver, pois, se a única solução for colocar um embutido no teto jogando luz para a escada, ficara iluminada, mas, como vai ser a manutenção dessa lâmpada? Quando se tem habito de chamar eletricista para trocar as lâmpadas é mais fácil, pois eles tem habilidade com a escada de manutenção e o equipamento da luminária, mas se você for do tipo que gosta de resolver os probleminhas de casa, confesso que é uma situação mais delicada. Outra solução para essa mesma escada é colocar balizadores no espelho ou no degrau, porém, se a escada já estiver construída, é extremamente complicado executar. Há alguns casos de escadas em U ou mesmo reta, em que a parede tem algum revestimento bonito e vale a pena ser destacado. Então neste caso podemos usar até os dois efeitos, colocarmos pontos de luz no teto para lavar de luz o revestimento da parede, mas também usarmos os balizadores nos degraus. Separei algumas imagens para ilustrar essas dicas:

Fonte das imagens acima: foto da esquerda site tudo é dimais foto da direita site cores da casa.
Nesses dois modelos de escada podemos observar que os balizadores são embutidos na parede e cada um fornece um desenhos de luz diferente. É sempre muito importante nesses casos onde a luminária é embutida na parede, de observar a altura do rodapé, ou você coloca os balizadores no centro no rodapé ou acima do mesmo.

Fonte da imagem acima: site casos de casa.
Neste caso é praticamente impossível de se colocar balizador no próprio degrau, então instalar na parede é a melhor solução. Caso você tenha criança em casa, muito cuidado na escolha da luminária. Pois hoje temos algumas opções com lâmpadas halógenas, que são lâmpadas quentes, e se a criança colocar a mãozinha na luminária pode vir a machucar, mas os balizadores com lâmpadas halógenas são mais em conta, você pode encontrá-los até na faixa de 100 reais, oscilando para mais ou para menos. Outra opção é as luminárias com LED, com a vantagem na economia de energia e não produz menor calor. O valor da peça pode oscilar na casa de 400 reais dependendo do modelo.

Fonte da imagem acima: site casos de casa.
Essa escada foi bem solucionada com balizadores na base do guarda-corpo.

Fonte das imagens acima: foto da esquerda site Oglobofoto da direita site casos de casa.
Na imagem da esquerda ficou bem interessante e diferente a proposta da iluminação da escada, ela esta solta da parede e criou-se um nicho para colocar lâmpada fluorescente tubular ou fita de LED. Dessa forma a luz fica mais homogênea e continua. Na imagem da direita é mais um caso onde dificulta a instalação da luminária no próprio degrau, então a solução é instalar na parede.

Fonte da imagem acima: site casa.com.br, Projeto das arquitetas Fabiana Avanzi e Tininha Loureiro.
Diria que iluminar essa escada não é tarefa fácil. Pois é uma escada em balanço e a parede é toda com revestimento irregular, ou seja, é um desafio. Neste a caso a arquiteta preferiu usar um balizador externo fazendo facho de luz para cima e para baixo. A única questão que eu diria neste caso é para se tomar cuidado com balizadores externos, pois eles colocados de forma inadequada pode prejudicar a circulação do espaço. Esse é um caso também que podemos utilizar a iluminação vindo do teto e lavando a parede de luz, para valorizar o revestimento.

Fonte da imagem acima: site casa.com.br, projeto do arquiteto Vicente Giffoni.
Este é um caso onde a escada é em balaço, mas ela é oca pode dentro, então houve a possibilidade de passar a fiação pela parte interna de cada degrau. Mas para isso lembre-se, é preciso de um projeto bem definido antes da execução do mesmo.

Fonte da imagem acima: site casa.com.br, projeto do escritório Núcleo de Projeto.

Fonte da imagem: site casa.com.br, projeto do escritório Marchetti + Bonetti Arquitetos Associado.
Nas escada com revestimento de madeira o mais indicado é os balizadores com LED em função da ausência de emissão de calor.

Fonte da imagem acima: site casa.com.br, projeto do artista plástico Ruy de Mello.
Como você resolveria a iluminação dessa escada? Difícil né? Bom, nesses casos há algumas soluções para se usar, algumas delas é: usar a iluminação no jardim de inverno, usar arandelas nas paredes próximas ou até mesmo vindo do teto. Lembrando da dica que falei já no início, porque trocar lâmpada em cima de escada é sinônimo de montar uma escada em cima de outra escada, então é sempre bom chamar um técnico da área para poder trocar a lâmpada. Outro cuidado importante quando se adota colocar o ponto de luz no teto é, procurar especificar lâmpadas de longa duração e que não ofusquem.

Fonte da imagem acima: site casa.com.br, projeto do arquiteto René Fernandes Filho com Adriana Ross.
Neste caso a solução adotada foi balizadores com LED instalados no espelho da escada.

Vale no final deste post três dicas bem importantes: Sempre, mas sempre antes de executar qualquer elemento, projete e analise bem as possibilidades executaveis e com fácil manutenção. Outra dica é os circuitos dos interruptores, nunca esqueca de colocacos com 3W, assim você pode ascende-los ao subir e apagar quando chegar no próximo pavimento. Vale também projetar sensores de presença, assim, principalmente no uso noturno a circulação é mais segura e você não terá a preocupação de desligá-lo na chave do interruptor.


 

Versatilidade no seu jardim

In Iluminação para Jardim on 26 de julho de 2010 at 11:00

Fonte da imagem site Mocoloco.

No meio da coleção de luminárias da Santa & Cole encontramos uma luminária muito versátil para seu jardim. A Luminária tem três alturas, com  33,  55 e 99cm de altura, não depende de fiação para ser instalada, ela é alimentada por uma bateria e sua fonte de luz é com LED (Diodo Emissor de Luz). Nas opções com filtro verde e âmbar e sua base pode ser com finco ( para solo ) ou base reta com parafuso ( para calçadas ). Resistente a intempéries.




Lâmpada Estasi

In Luminária decorativa on 22 de março de 2010 at 10:00

Estasi Lamp por Federico Delrosso.

Sabendo que as lâmpadas incandescente serão extintas do mercado, os designers tiram como partido o seu desenho para formar suas próprias criações. A luminária Estasi reinterpreta a história da iluminação, constituída por um material technogel em que a fonte de luz LED está imerso, permitindo um efeito de luz difusa. É uma luminária prática, portátil e recarregável, podendo ser usada como luminária de piso, de mesa e até mesmo de jardim.

Mais uma novidade do que será mostrado na feira de Milão. Fonte das imagens site: Mocoloco.

Iluminação pública

In Iluminação Pública on 28 de fevereiro de 2010 at 15:57

Solar Flower Petal Street Lamps Bloom by Day, iluminar a noite.

Projetado para a Simplicity Event Phillips em 2008, a Cidade Luz Sustentável é um sistema de iluminação inteligente. Com o design inspirado nas flores, as cinco pétalas fotovoltaicas se abrem com a luz do sol para coletar energia solar, ao anoitecer as pétalas se fecham e reproduzem iluminação pro meio de LED e é acionado com sensor de movimento.