Blog sobre Iluminação, Arquitetura, Design

Archive for maio \27\UTC 2010|Monthly archive page

Elise Residence

In Iluminação natural on 27 de maio de 2010 at 10:34

Residência Elise em Viena, na Áustria.

Um projeto com uma linguagem moderna com plano e cubos, e o que mais me chamou a atenção são os recursos de aberturas laterais e  superiores para aproveitar a iluminação natural. Transmite uma sensação saudável, agradável e com certeza ecológico, pois há uma boa economia de energia elétrica.

Fonte das imagens site FresHome.

Iluminação de jardim

In Efeitos de iluminação on 16 de maio de 2010 at 23:30

Fonte da imagem site Casa & Jardim.

Assim como o paisagismo complementa a arquitetura criando paisagens agradáveis visualmente, agradável também para o bem estar, a iluminação complementa o paisagismo e a arquitetura. E para uso do jardim ou da praça no período noturno é necessário um bom projeto luminotécnico em que valorize esse espaço. A iluminação não só irá enfatizar a beleza como também irá transmitir segurança.

Para se fazer um projeto luminotécnico de jardim, o primeiro passo é que se tenha o espaço pronto ou de preferência um projeto de paisagismo. Com ele podemos ver as espécies de plantas e dimensões das mesmas, e isso é mito importante saber, pois cada tipo de lâmpada também irá fazer um efeito diferente, como fachos mais fechado, fachos mais abertos ou mesmo iluminar uma copa inteira de uma árvore.

Saber os caminhos de acessos para poder definir um tipo de luminária que possa balizar esse trajeto, neste caso a luminária não pode ser uma luz forte, como o próprio nome diz, tem que balizar e sem ofuscar os olhos de quem esta caminhando no local.

Muito cuidado também na hora de projetar para não sair colocando ponto de luz em tudo e não ter a minuciosidade criar destaques, teatralidade e fundo figura. E pensando pelo lado ecológico das plantas também, é que não podemos prejudicar seu processo de fotossíntese por isso deve-se determinar o que se quer iluminar e fazer uma avaliação de consumo energético.

Certo, agora vamos para a parte mais prática:
O primeiro passo como falamos acima, é ter um projeto de paisagismo definido, com espécies, alturas e texturas

Fonte da imagem do site Paisagismo Brasil.

O segundo passo é saber o que existe no mercado da iluminação as luminárias e as lâmpadas que podem lhe atender no projeto e efeito esperado. Selecionei alguns tipos de luminárias que podem serem usadas, mas essa é uma minúscula pesquisa, pois hoje se tem uma grande variedade de tipologia, acabamento e efeito.
Tipo de balizador, usado em caminhos e acessos. Fonte da imagem no site Light Design,balizador Dadus.

Luminária da esquerda é uma fonte de piso e solo, a luminária da esquerda é popularmente chamado de espeto, sua vantagem é a articulação do direcionamento da luz. Fonte da imagem no site Interlight.

Na esquerda é um tipo de projetor com refletor interno, com facho de luz de longo alcance, e da direita um poste de iluminação para quando e necessário uma luz geral e de segurança. Fonte da imagem no site Interlight.

Fiz uma seleção de fotos de jardins prontos com o luminotécnico para servir de inspiração.

Uma iluminação focal para determinadas plantas e integra com o ambiente interno. Fonte da imagem no site La Lampe.

Neste caso a iluminação esta direcionada aos arbustos e a copa da árvore, desta forma cria mais volume ao elemento. Fonte da imagem Revista L+D.

Com destaque para a copa da árvore. Fonte da imagem Revista L+D.

A iluminação está direcionada para o caule e a copa da palmeira, para se conseguir esse efeito é necessário que a lâmpada tenha um ângulo mais fechado possível, para que fique um facho de luz concentrado. Projeto Luminotécnico da Light Design.

Já neste caso o facho de luz está direcionado para o tronco das árvores e reflete mais luz na área de circulação da piscina. Projeto Luminotécnico da Light Design.

Projeto Luminotécnico da Light Design.

Destaque para as copas. Projeto Luminotécnico da Light Design.

A luz se tornou escultural neste caso, podemos ver que o arbusto é pequeno, mas quando o facho de luz está direcionado para a planta ela cria uma sombra numa escala muito maior na parede de fundo. Quando se tem um arbusto pequeno pode ser usado lâmpada par 20, e para ter a flexibilidade do direcionamento a luminária recomendada é um espeto. No espelho da escada imagino que foi utilizado embutido com LED para balizar o acesso. Fonte da imagem site no Interlight.

Para este efeito pode ser usado fonte de piso com Par 20, ou com LED. Fonte da imagem site Casa & jardim.

O profissional que projetou esse espaço preferiu inverter o facho de luz, inverter no sentido de que a luz não está direcionada para a planta, e sim para a parede de fundo. E com isso criou mais destaque para a planta e para parede bambu formando um fundo figura. Fonte da imagem site La Lampe.

Fonte da imagem site Interlight.

Fonte da imagem site Interlight.

Projeto Luminotécnico da Light Design.

Luminária balizadora, que ajuda a direcionar o caminho de acesso. Projeto Luminotécnico da Light Design com o balizador Thor.

Balizador Dadus. Projeto Luminotécnico da Light Design.

Neste acesso foi utilizado fonte de piso com LED, ou seja, baixo consumo de energia e seguro para usuário, pois não emite calor. Fonte da imagem site La Lampe.

Fonte de piso com LED. Fonte da imagem Revista L+D

Guarda corpo com iluminação. Fonte da imagem Revista L+D.

Certo, não temos plantas neste local, mas mesmo assim o ambiente ficou aconchegante. A iluminação criou cenário e destacou o revestimento. Fonte da imagem site Interlight.

Fonte de piso direcionando a luz para o bambu mossô. Para este ambiente ficar com esse ar agradável e aconchegante sugiro que a lâmpada pode ser usado uma PAR 20 ou LED na cor âmbar. Fonte da imagem site Interlight

Vaso com fonte de luz PAR 20. Fonte da imagem site Casa & Jardim.

Luminárias divertidas para usar no jardim. Fonte da imagem site Next.

Fonte da imagem site Next.

Fonte da imagem site Next.

Poltronas iluminadas. Fonte da imagem site Design Milk .

Fonte da imagem no site Casa & Jardim.


Fonte da imagem site

Painel de luz

In Luminária decorativa on 1 de maio de 2010 at 9:58

Light Form por Daniele Gualeni & Francesca Rogers. Fonte site: Mocoloco.

Para “criar” o tamanho desejado da luz, manipulando o objeto e revelando jogo de luz, formas de contraste.
É constituido por modulos, um mosaico dinâmico que interage com o usuário que pode definir a quantidade de luz desejada e o desenho que quiser dentro dessa modulação.




Para mais informações sobre o produto também no site Ilide.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 106 outros seguidores